Como Investir Na Bolsa De Valores

Como investir na Bolsa de Valores com pouco dinheiro

PARA COMEÇAR, É IMPORTANTE, AINDA, SEGUIR OS SEGUINTES PASSOS:

  • Tenha um objetivo claro (o que quero fazer com meu dinheiro? Comprar um carro? Viajar? Fazer minha aposentadoria? Adquirir um apartamento?);

  • conheça as formas de investir (veja detalhes mais adiante);

  • encontre a melhor corretora para você;

  • abra sua conta – é um cadastro parecido com o de abertura de conta bancária. Você preenche uma ficha, entrega cópia de CPF, RG e comprovante de residência, além de assinar o termo de adesão e o contrato de intermediação;

  • conheça as taxas – de custódia (serviço de guarda das ações), de corretagem, entre outras;

  • escolha suas ações.

BOLSA DE VALORES: CONHEÇA AS PRINCIPAIS FORMAS DE INVESTIR

Na Compra Direta de Ações, você decide quais deseja comprar e aciona a corretora para fazer a transação. Por meio dela, você não divide os riscos do seu investimento, mas também não divide o que ganhar.

A Compra Direta gera dividendos, isto é, parcela do lucro da empresa repartida entre os acionistas. E você pode comprar ou vender quantas ações quiser, no momento que preferir, além de emprestar suas ações através do banco de títulos.

Os Fundos de Índices (ETFs), por sua vez, têm o objetivo de conseguir retorno de índices. Traduzindo: pretendem obter desempenhos em certos setores do mercado, com cotas que você compra na Bolsa.

A boa notícia é que o investimento inicial aqui pode ser baixo – em alguns casos menos de R$200,00. Perfeito para quem tem pouco dinheiro para aplicar.

Outra vantagem é que, ao aplicar em conjuntos de ações e diversificar o investimento, os riscos são reduzidos.

E ainda: você pode comprar ou vender suas cotas de ETF (como se fossem ações) e os dividendos são reaplicados automaticamente nos próprios Fundos de Índices, fazendo-os aumentar.

Imagem e vídeo pela hospedagem TinyPic